Portal do Silêncio
Silencio minha mente, abro o meu coração para melhor te ouvir...
Textos

Queridos formandos,

 

Nesta noite especial, eu gostaria de agradecer de coração o convite recebido para ser paraninfa da turma e também de compartilhar com vocês um dos mais profundos poemas que já li. A meu ver, este contém a semente para uma vida plena e significativa, alicerçada no momento presente; no aqui e agora.

 

Autobiografia em cinco capítulos

 

1. Ando pela rua.

Há um buraco fundo na calçada.

Eu caio...

Estou perdido... sem esperança.

Não é culpa minha.

Leva uma eternidade para encontrar a saída.

 

2. Ando pela mesma rua.

Há um buraco fundo na calçada.

Mas finjo não vê-lo.

Caio nele de novo.

Não posso acreditar que estou no mesmo lugar.

Mas não é culpa minha.

Ainda assim leva um tempão para sair.

 

3. Ando pela mesma rua.

Há um buraco fundo na calçada.

Vejo que ele ali está

Ainda assim caio... É um hábito.

Meus olhos se abrem.

Sei onde estou.

É minha culpa.

Saio imediatamente.

 

4. Ando pela mesma rua.

Há um buraco fundo na calçada.

Dou a volta.

 

5. Ando por outra rua.

 

Para que possamos decidir “andar por outra rua” e agir com firmeza e propósito é necessário que despertemos do profundo sono da inconsciência no qual estamos imersos, rompendo as correntes de uma “vida” atrelada ao passado (frustrações) ou ao futuro (ansiedade), concentrando toda a nossa energia no momento presente. Assim, a vida que de fato vale à pena é aquela resultante da soma de instantes vividos com consciência no aqui e agora a serviço do amor e da própria vida.

 

Acredito que todo ser humano tem o poder e a força dentro de si para fazer de sua vida uma bela jornada em prol do bem comum, desde que decida abrir mão de certezas, facilidades ou transferência de responsabilidades pelos resultados insatisfatórios colhidos até o momento. Ser protagonista da própria história e agente de transformação da realidade coletiva não tem preço, acreditem.

 

Para tanto, vejo o conhecimento e o autoconhecimento como pilares essenciais capazes de sustentar tão complexa e ao mesmo tempo tão profunda engenharia existencial.

 

Toda jornada começa com o primeiro passo. Dado este, o segundo se mostra... Sigam adiante, pois viver é urgente e a construção de um mundo melhor os aguarda...

 

Muito obrigada!

 

P.S.

(Poema extraído do livro "O Livro Tibetano do Viver e do Morrer" – Sogyal Rinpoche – Editora Talento / Palas Athena)

 

#MEMORIAL Recantista# Eu apoio!

 

Escritores do Recanto das Letras que deixaram saudade (*)

Acesse suas respectivas escrivaninhas, clicando em:

https://coletivomemorialrecantistainclusivo.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=7937154

Que vivam na Paz, na Luz, na nossa memória afetiva e literária.

Visitem seus textos, amigos.

 

(*) Esta página é atualizada constantemente.
Contamos com a ajuda dos amigos do RL e familiares para inclusão de autores recantistas falecidos e que não constam dessa lista. Notifique-nos, por meio de comentário.

Kathleen Lessa (in memoriam) e Coletivo MEMORIAL Recantista em prol da Inclusão.

🌾💖🌍

 

Maria Aparecida Giacomini D Oro
Enviado por Maria Aparecida Giacomini D Oro em 24/04/2024
Alterado em 12/05/2024
Copyright © 2024. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Site do Escritor criado por Recanto das Letras